Código de Sangue (“44 Inch Chest”)

O filme acaba e temos a impressão de termos saído de uma peça de teatro ruim. Praticamente um cenário apenas em seus absurdamente longos 95 minutos e diálogos dispensáveis na maior parte desse tempo.

Com um elenco invejável (não dá pra saber como eles entraram nessa), temos o suposto mafioso Colin (Ray Winstone de “O Fim da Escuridão“) está sofrendo de dor de corno depois que sua esposa o deixou pra ficar com seu amante mais jovem. Com ele arrasado, seus amigos seqüestram o tal amante e o colocam frente a frente com Colin. Enquanto Colin decide se mata o rapaz, a turma fica batendo papo. E é isso.

O roteiro obviamente tentou misturar o clássico de Tarantino “Cães de Aluguel” com a sofisticação britânica, mas o tiro saiu pela culatra. Tirando as peculiares e diferenciadas atuações de Ian McShane de “Piratas do Caribe 3” e John Hurt, o Sr. Olivaras da saga “Harry Potter” (este último particularmente aqui dando um show), o resto não passa de uma enrolação de assuntos desnecessários que não tem relação nenhuma com a narrativa.

Pior: para encher lingüiça ainda colocam delírios do protagonista e momentos de contemplação quase eterna. “Código de Sangue” ainda consegue ter um dos finais mais anticlímax da história e quem chegar até ele deve ficar com a mesma vontade de matar que Colin sentiu no início.

Ficha Técnica

Elenco:
Ray Winstone
Ian McShane
John Hurt
Tom Wilkinson
Stephen Dillane
Joanne Whalley

Direção:
Malcolm Venville

Produção:
Richard Brown
Steve Golin

Fotografia:
Daniel Landin

Trilha Sonora:
Angelo Badalamenti

Avaliações dos usuários

Não há avaliações ainda. Seja o primeiro a escrever uma.

Avalie o filme

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram